Vocalista de banda de Rock diz que MGK foi expulso do rap por Eminem

Na semana passada, o 2021 Louder Than Life Rock Festival aconteceu em Louisville, Kentucky, onde o rapper que virou artista pop-funk Machine Gun Kelly também estava entre os artistas. No entanto, o artista de Cleveland não teve a recepção que esperava, pois foi vaiado e xingado pela multidão durante seu show. A reação da multidão foi em resposta a MGK atirando na banda de heavy metal Slipknot, a quem ele chamou de esquisita por usar máscaras mesmo aos 50 anos.

Agora Shaun Morgan, o vocalista da banda de rock Seether, recentemente parabenizou a multidão do Louder Than Life por vaiar MGK. Morgan falou com Loudwire e explicou por que ele fez isso. “Eu parabenizei a multidão por vaiar aquele idiota do palco” , lembrou Morgan. “Aqui está o que eu quero – você era um rapper, você foi eliminado do rap por Eminem. Então você vem para o rock, por exemplo, e é mais pop-punk do que qualquer outra coisa, como eu considero, mas sim, eu só tinha que dizer algo.””

“Eu estava orgulhoso dessas pessoas. Eu não sinto que você pertence a um palco como aquele após um ou dois singles. Só porque você tem um nome e uma namorada chique, agora você é uma grande atração em um festival de rock. Não é assim, especialmente quando você ataca um dos maiores cantores do metal e pensa que vai se safar…Fiquei muito impressionado com eles e tive que agradecê-los e informá-los de que estavam fazendo a obra de Deus.”

Depois do show, Machine Gun Kelly negou que foi vaiado pela multidão e disse que a mídia sempre mente sobre ele. “ Não sei porque a mídia mente em suas narrativas contra mim o tempo todo, mas tudo que vi foram 20.000 fãs incríveis no festival cantando cada palavra e 20 irritados”, escreveu ele em um tweet.