Após as declarações de Lil Wayne sobre a morte de George Floyd, ele fala com o Dr. Dre sobre os protestos atuais em todo o Estados Unidos.

Faz quase 32 anos, mas “Fuck The Police” permanece tão relevante em 2020 quanto em 1988. A morte de George Floyd marca outro assassinato de um inocente negro nas mãos da polícia. Várias cidades em toda a América testemunharam protestos transformados em tumultos devido ao ultraje em curso em torno da brutalidade policial contra a comunidade negra por séculos.

O lendário produtor Dr. Dre falou recentemente com Lil Wayne na Young Money Radio, onde discutiram a situação atual. Deve-se notar que é bastante estranho que Wayne tenha trazido à tona, dado o quão controverso foi suas declarações anteriores sobre o assassinato de Floyd. Mas ainda assim, Dre se envolveu na conversa, afirmando que estava relutante em fazer a entrevista, dado o clima atual.

“Cara, essa situação, machucou meu coração. Meu coração ainda está doendo. E parecia que aquele policial estava de joelhos no pescoço de todos nos, ou seja, homens negros”, disse ele. Depois que Wayne falou sobre a prisão do policial, Dr. Dre disse que é preciso fazer mais, incluindo uma condenação para os outros policiais envolvidos.

“Eles deveriam ser condenados por assassinato em primeiro grau… Eles são tão descarados com isso, em plena luz do dia”, acrescentou.  Ele continuou: “É desconcertante, mas realmente parece que algo vai acontecer agora, pelo menos nos colocar na área em que podemos começar a conversar sobre uma maneira de fazer isso parar. Acho que esse poderia ser o único porque – Pois eu estou vendo pessoas brancas lá fora protestando também… o que é uma coisa boa. Elas deveriam estar. Você disse isso certo. Qualquer ser humano decente deve ver essa brutalidade e dizer: ‘Foda-se isso. Já basta’. ”

View this post on Instagram

On Young Money radio (Apple Music)

A post shared by HipHop-N-More (@hiphopnmore) on