Jannah Theme License is not validated, Go to the theme options page to validate the license, You need a single license for each domain name.

Entrevista de Kanye West no Drink Champs é retirada do ar após revolta com falas do rapper sobre George Floyd

A Revolt TV e YouTube decidiram tirar a entrevista com Kanye West do ar.

Depois que o podcast Drink Champs compartilhou um pedido de desculpas à família de George Floyd após os comentários recentes de Kanye West em seu podcast, a Revolt TV e o YouTube decidiram tirar a entrevista do ar. Na conversa, Kanye colocou a culpa pela morte de Floyd no fentanil, em vez do policial Derek Chauvin, que ficou ajoelhado no pescoço dele por mais de nove minutos.

O famoso podcast e as plataformas onde ele é vinculado receberam muitas criticas por decidiram lançar o episodio mais do que polêmico com Kanye West. No Drink Champs, Ye voltou a atacar os judeus e deu força a teorias sobre o assassinato de George Floyd, levando a família de Floyd a considerar entrar com uma ação judicial contra o artista. 

Durante uma aparição no Breakfast Club desta segunda-feira, o apresentador do podcast, o rapper NORE, pediu desculpas à família de Floyd e disse que o Drink Champs iria editar o episodio no futuro. Além de possivelmente remover o episódio de todas as plataformas. Agora, o episódio foi removido das plataformas YouTube, Revolt TV e Spotify, apesar do estrego já ter sido feito.

Algo semelhante, porém de forma mais rápida e inteligente, aconteceu recentemente, quando a aparição de Kanye West no programa de entrevistas The Shop de LeBron James na HBO foi cancelada devido ao rapper fazer “mais discurso de ódio e estereótipos extremamente perigosos” durante a gravação do episódio.

Maverick Carter, que dirige a produtora SpringHill Entertainment de LeBron, divulgou um comunicado sobre a decisão para a Andscape nesta semana, revelando que o episódio foi gravado na segunda-feira (10 de outubro) após ser reservado com semanas de antecedência.

“Ontem gravamos um episódio de The Shop com Kanye West”, disse ele. “Kanye foi contratado semanas atrás e, após conversar diretamente com West no dia anterior à gravação, acreditei que ele era capaz de uma conversa respeitosa e estava pronto para abordar todos os seus comentários recentes. Infelizmente, ele usou o The Shop para reiterar mais discurso de ódio e estereótipos extremamente perigosos”.

Vinicius Prado

Viciado pela cultura hip-hop e urbana desde 1990.
Botão Voltar ao topo