Suge Knight aponta erro judicial em sua prisão e pede para ser solto

Suge Knight diz que deveria ter ido a julgamento, sem se declarar como culpado.

O fundador da Death Row Records, Suge Knight, alega que seus direitos como réu foram violados de várias maneiras durante seu caso de atropelamento e fuga, que ocorreu em 2015. Em entrevista ao AllHipHop, ele site pediu que sua libertação seja antecipada e discutiu seu caso, apontando os mais diversos problemas durante o julgamento.

O ex-magnata do rap Marion “Suge” Knight foi sentenciado em tribunal em Los Angeles, em 2018, a 28 anos de prisão por homicídio de um homem que atropelou com sua caminhonete do lado de fora de uma barraca de hambúrguer em 2015. Suge é um famoso executivo do hip-hop, responsável por promover artistas como Snoop Dogg, Dr. Dre e Tupac Shakur durante a década de 1990.

CAPA Tupac e Suge Knight
FOTO: JIM SMEAL/RON GALELLA COLLECTION

Na entrevista, ele explicou os problemas que envolvem seu julgamento. “Então, um erro irreparável, a única coisa que você tem que fazer é fazer um acordo e me deixar ir para casa ou mostrar que eu estava certo ou me permitir retirar minha confissão e começar tudo de novo”, disse ele à publicação. “Mas seria mais difícil começar tudo de novo porque você fez todas essas besteiras com meu caso.”

Suge Knight, que na época estava solto sob fiança em um caso de roubo, fugiu do local, mas foi preso mais tarde. Como parte de seu acordo com procuradores para não contestar – o equivalente legal a culpado – a acusação menos grave de homicídio, todas as outras acusações no caso foram derrubadas. Dois casos criminais separados nos quais ele era acusado de roubo e de fazer ameaças criminosas também foram derrubados.

“Se eles me permitissem ir a julgamento, eu teria ganhado meu caso. Eu teria vencido meu caso. Mas eles não deixaram. Ok, eu entendo isso, certo? Meu crime carrega dois, seis, 11 anos, se eu fosse culpado. Eles me deram pena máxima, certo? Então meu passado, quem eu sou, definitivamente vai garantir que eu pegue algum tempo. E eu estou bem com isso. Mas você não tem o direito de dobrar minha pena”, disse ele na entrevista.

Suge Knight continuou: “Você não tem o direito de me dar tempo. Você não tem o direito de não me deixar ter um advogado. Então, eu não estava pressionando tanto no início porque sei que tenho que cumprir algum tempo. Mas já estou fora há nove anos, então já cumpri minha pena”.