Rapper 6ix9ine nega ter pago US$ 1 milhão a Kodak Black por participação em música

Empresário havia dito que Kodak Black recebeu “muito dinheiro” para cantar ao lado de 6ix9ine.

Os rappers 6ix9ine, Kodak Black e Yailin La Mas Viral lançaram uma das colaborações mais polêmicas do ano com “Shaka Laka” em julho deste ano. No entanto, a controvérsia em torno da música não está relacionada à própria música, mas sim à participação de Kodak Black. Muitos expressaram sua insatisfação com o fato de o artista da Flórida colaborar com Tekashi, que ganhou a marca de “delator” de grande parte da comunidade do rap.

Outro ponto de discussão foi o alegado pagamento de US$ 1 milhão a Kodak Black, algo que o rapper de cabelo arco-íris negou veementemente em uma nova entrevista. Aparentemente, a colaboração deles tinha a finalidade de promover uma marca de cigarros eletrônicos que financiou todo o lançamento.

Capa
FOTO: REPRODUÇÃO

“Sim, eu não o paguei”, afirmou 6ix9ine em resposta à pergunta sobre o verso de um milhão de dólares durante a entrevista. “Existe uma empresa chamada Fum, certo? Há vídeos, fotos e extratos bancários completos. Literalmente, há vídeos online dessa empresa dizendo: ‘Escutem, esta é uma música de colaboração para nossos cigarros eletrônicos’. Eles estão segurando um cheque, tirando fotos com ele, e isso está em todo lugar. ‘Hey, 6ix9ine pagou um milhão de dólares para Kodak.’ Não, era a música deles, eles pagaram um milhão de dólares.”

“Eles tinham uma ideia”, continuou 6ix9ine. “Como eu disse, não é a música que me empolga; é a criação que me empolga. Eles queriam que fosse um sucesso. Eu disse: ‘Escutem, posso tornar isso realidade.’ Foi assim que eles queriam, você entende o que estou dizendo? Eles queriam provocação, polêmica e queriam seus cigarros eletrônicos no vídeo. Você coloca dinheiro nisso, e você obtém o que pediu.” O que é notável é que Wack 100, seu empresário, também alardeou sobre o milhão de dólares e o promoveu nas redes sociais.

Durante uma entrevista ao No Jumper, em agosto, o empresário Wack 100 explicou como ele orquestrou o single “Shaka Laka”, em conjunto entre os dois artistas. Depois de receber “muito dinheiro”, Kodak Black finalmente se encontrou com o executivo da gravadora. Eles superaram os detalhes técnicos da papelada e marcaram uma data e hora para fazer a música.

Entretanto, apesar do sucesso da música, acontece que havia pelo menos uma rima que foi cortada de seu verso na faixa 6ix9ine. De acordo com os stories do Instagram do engenheiro de áudio de Kodak Black, o verso dele, originalmente, incluía um ataque ao colaborar. De acordo com o post, Black originalmente incluía a frase: “Sou tão verdadeiro que tem um rato me dando queijo”. A linha era uma referência às alegações de delação que seguiram 6ix9ine por vários anos contra os membros da Nine Trey Gangsters. O rapper teve sentença reduzida em troca de testemunhar contra outros membros do grupo.

Veja a entrevista abaixo, no Instagram:

Sair da versão mobile